5 mitos sobre o cabelo

Como deixar a barba crescer do zero
28 de fevereiro de 2017
5 cortes de cabelo que estão em alta
26 de março de 2017
Exibir tudo

5 mitos sobre o cabelo

 

5-mitos-cabeloOs mitos sobre a queda de cabelo ou sobre outros assuntos que o envolvem existem há muitos anos e muita gente ainda acredita. Então vamos desmitificar essas inverdades?

  • MITO 1: CORTAR AS PONTAS FAZ O CABELO CRESCER MAIS FORTE E RÁPIDO

Os fios crescem em média de 1 a 1,5 cm por mês e passar a tesoura neles não acelera esse ritmo. E nem aumenta a força do cabelo nem evita a queda. Pena, né?

Se você costuma raspar a cabeça, o que acontece é uma ilusão: os fios são mais grossos e duros ao despontar, mas logo quando crescem assumem sua espessura normal. Quem usa o cabelo mais comprido, também tem a impressão de que o cabelo ganhou vigor, mas é que apenas saem fora as pontas duplas e quebradas.

Fique ligado no ritmo que seu cabelo cresce para não perder o corte. O ideal é ir ao salão de cabeleireiro ou barbeiro a cada 20 ou 30 dias.

  • MITO 2: NÃO SE DEVE LAVAR O CABELO TODO DIA

Uma das piores visões do mundo é alguém de cabelo ensebado. Está liberado lavar o cabelo diariamente. Não provoca queda, nem danos ao couro cabeludo. O cuidado é escolher o xampu de uso diário, que é mais suave, ou seja indicado para seu tipo de cabelo, especialmente se ele for mais seco. Os especialistas afirmam que é pior ficar com o couro cabeludo e os fios impregnados da gordura produzida pelas glândulas sebáceas, suor e poluição. Se você faz academia, não fique com a juba suada depois de malhar. Uma boa higiene capilar é fundamental para prevenir a queda.

  • MITO 3: GEL, POMADA E CERA ACELERAM A QUEDA DO CABELO

Calvície e a queda estão relacionadas à genética e a outros problemas sem relação com nenhum tipo de produto para cabelo. Como a gente disse acima, a alopecia androgenética, a mais comum entre os homens, tem origem genética e afeta os bulbos capilares. Entretanto, o acúmulo dos resíduos de finalizadores pode obstruir esses folículos, enfraquecendo os fios e comprometendo a saúde capilar. Uma boa chuveirada antes de ir para a cama elimina os restos que podem prejudicar o cabelo.

O cuidado é escolher produtos de boa qualidade, que não contenham álcool (que resseca o cabelo). Alguns modeladores contêm ingredientes que fortalecem os fios. Por isso, vale a pena investir um pouco a mais nas marcas de qualidade.

  • MITO 4: SE MEU PAI É CARECA, TAMBÉM VOU FICAR

Talvez sim, talvez não. A forma de calvície mais comum, a alopecia androgenética, tem fundo hereditário e está relacionada a funções hormonais. Os genes são herdados tanto do lado paterno quanto materno: apesar de seu pai ser cabeludo, você pode herdar a predisposição à calvície de seu bisavô ou tataravô – ou de sua bisavó ou tataravó. Pois o problema pode pular gerações e também afetar um homem, mas não seu irmão.

Também existem outros favores que predispõem à calvície. Segundo os médicos, 10% dos casos de queda de cabelo têm fundo psicológico ou emocional: estresse, fadiga, depressão e ansiedade contribuem para a queda. Assim, se seu pai for um sujeito estressadíssimo e você leva a vida numa boa, seu cabelo vai continuar firme e forte na sua cabeça por muito tempo.

  • MITO 5: QUANDO SE ARRANCA UM CABELO BRANCO, NASCEM DOIS

Os cabelos grisalhos chegam sempre, para qualquer pessoa, mas a idade em que o processo começa é determinado por fatores hereditários. Alguns homens já têm fios brancos bem cedo e outros quase cinquentões quase não têm. Segundo os especialistas em cabelo, o principal fator que influencia o surgimento e a quantidade dos brancos é genético. A descoloração acontece quando começam a morrer os melanócitos, as células que produzem a melanina, pigmento que dá a cor ao fio.  Arrancar o fio branco não influencia o mecanismo celular.

Fonte: Homem Espelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *